FANDOM


Ann Marie von Schappler fareja uma estranhanda se aproximando de onde ela esta ((olfato agucado)). Nesse mesmos momento, ela se funde com a terra em usa forma sombria e se teletransporta para trsas da estranha apontando uma arma exatamente na parte de tras de sua cabeca. "Seu nome pela suavida."

Sofy caminhava curiosa o local lhe parecia instigante, estava meio escuro de fato mas a curiosidade era maior. Safi entra em passos leves e olhar minuncioso e antes de quegar ate o sofa é surpreendida....

Ann Marie von Schappler Menna ainda com a arma rente a cabeca da estrnha, repete simplesmente. "Eu nao vou falar duas vezes." Ann ameaca puxar o gatilho, esperando uma resposta da estranha. "Entao, o que vai ser? Náo quer pagar para ver o estrago que essa belezinha fara no ceu cerebro quer?"

Sofy ouve o (Clik) do gatilho , finge um suspiro, tenta olhar de canto de olho mas pouca coisa é vista , seus sentidos se aguçam e antes que tenha que deixar de lado sua “educação” responde de maneira calma: _ Sofy e você “gatuno” que es?

Ann Marie von Schappler Menna : "Pelo tom de sua pele, vejo que nao é um saco de suco, Sofy. ((vejo a sua pele com clareza - visao tenebrosa controlada)) O cheiro da morte esta impregnado em voce, o que indica que nao é um rato da camarilla. Por que veio ate aqui? Quem te mandou?" Ann da uma fungada mais intensa para rastrear se esta esteve com algum dos membros que ja se apresentaram a ela para fazer parte da alianca de vampiros. "Quem faz as perguntas aqui sou seu., afinal esta em meu territorio, 'mocinha'."

Sofy fica perplexa com a atitude da criatura e logo percebe que na precisará de muita cerimônia. Sofy se mantém estática e mais uma vez reponde: _ Sou como você me vê e venho em busca de meus semelhantes ..se pores me ajudar , quem sabe não respondo mais de suas perguntas!??

Ann Marie von Schappler guarda a sua arma em seu holster e curiosamente se volta a frente de Sofy, a encarando seriamente, ao mesmo tempo que a analisa. "Bem, defina-me 'seus semelhantes', afinal, esse mundo é cheio de surpresas. A ultima que eu recebi nao me foi nenhum pouco agradavel e nao estou em um bom humor para outra supresa desagradavel. Porém, nao poderia deixar de dar a você as boas vindas calorosas a meu territorio, ja que eu prefiro supreender ao ser surpreendida, se é que me entende, Sofy." Ann sente um leve resquicio de um cheiro familiar vindo das roupas de Sofy, mas ela nao consegue dizer quem é o "dono" do aroma sutil que Ann consegue detectar. "Esse cheiro... sutil... voce esteve com alguem que eu conheço. Essa pessoa estava contigo há nao mais que meses, mas você nao se aproximou dessa pessoas para deixar nela um aroma marcante o suficiente para que eu possa saber quem te mandou para ca, 'criatura'."

Sofy fita os olhos da estranha e com sorriso de canto nos lábios rubros deixa transparecer seus caninos: _Venho da Italia se é que isso lhe importa... O poder que emana de você me é familiar, seu tom autoritário também! * suas pupilas se dilatam e fazendo uso de uma de suas disciplinas , faz com que as sombras do local se manifestem de maneira assustadora. E novamente diz: _ Isso lhe é suficiente?* Sentando-se no sofa de maneira elegante, cruza as pernas e fica a espera de novos questionamentos

Ann Marie von Schappler : "Esse seu truque barato nao me assusta, pirralha. Afinal na escola onde você estuda, eu sou professora." Ann sorri de canto. "Hum... Italia. Nao me reportaram sobre a chegada de ninguem da Italia. Ninguem entra ou sai daqui sem que eu seja informada antes pelo meu Sire e Regente supremo do Sabbat." Ann volta-se para Sofy. "Sofy de que?" Ann retira do bolso de seu terno um aaprelho celular e digita alguns números. Ann calmamente olha fundo nos olhos de Sofy enquanto aguarda a resposta da moça e a conclusão de sua chamada. "Quero que me passe para o Alex. Agora. Diga a ele que preciso falar-lhe urgente. Sei que ele nao deixará de me atender, esteja ele fazendo o que for. Se precisar de algo mais, diga-lhe o nome Ann, servo." Ann fala imponentemente para a pessoa que atende a ligacao do outro lado da linha, ainda fitando seriamente Sofy.

Sofy sorri de maneira desconfortável com os comentários da mulher e mais uma vez finge um suspiro enquanto ouve o comentário de entrada e saída ...bla bla bla...diz a vampira. E logo alfineta: _ Vai ver que ambos , com todo respeito não possuem a habito de lhe dá com alguém como eu! Pois não sou tão comum como podes imaginar após tato me analisar...uma pausa...Meu nome é Sofy Demetrius, vampira Sabbat , venho de Roma percorri algumas cidades ate chegar aqui .. é basicamente isto .. do mais espero que me fale como são as coisas por aqui, pois não quero ser deselegante em território alheio *arqueando a sobrancelha com os olhos fixos ao da mulher que estava ao telefone.

Ann Marie von Schappler "Aguarde um momento, afinal acho que voce nao pode ouvir a parte do meu telefonenma que se refere ao simples fato de eu ser 'cria' do atual regente Sabbat. Então melhor guardar as suas irorias para falar diretamente com o regente, se assim ele solicitar, afinal ele nao envia ninguem, seja Sabbat ou um ratinho imprestavel Camarilla sem me avisar antes." Ann ouve a voz de Alex do outro lado da linha: "Mil perdoes, meu Senhor e Vossa Excelencia Regente. O motivo da minha ligacao é apenas um nome. Sofy Demetrius. Este lhe parece familiar? Não. A morte esta impregnada nela alem de um outro aroma que nao consigo definir, apesar deste me parecer familiar. Dessa forma nao existe a possibilidade de ser um ratinho. Compartilhamos de dons similares, meu senhor, e nao existem resquicios de que esta seja uma traidora, caso contrario, todos saberiamos de sua traicao e ela nao estaria mais olhando para minha face, como ela se encontra nesse momento. Compreendo. Certamente, Vossa Excelencia... Eu sei que nao preciso de tais formalidades, mas as prefiro manter na frente de estranhos, meu senhor." Ann desliga o telefone e voltando para Sofy diz: "Realmente é um misterio como veio a este lugar, pois o regente desconhece os motivos de sua presenca nesse lugar. Mas ja que veio..." Ann entrega para Sofy os jornais dos ultimos dias. "Intreire-se do que se passa ao redor do mundo, já que a sua vida na Italia nao permite a voce se dedicar o suficiente para saber como sao as coisas aqui."

Sofy ainda sentada no sofá apenas ouve cada palavra dita pela vampira (Ann Marie von Schappler) em pensamento : “ em meus domínios ao menos ofereceriam algo para beber...(referindo-se a sangue)” *recebe os jornais, faz cara de tédio e mais uma vez volta-se a vampira: _ Bom ficarei por aqui enquanto buscas informações necessárias sobre minha chegada e não preocupe-se pois venho para fortalecer o Sabbat. E fico ao aguardo do parecer de vossa Excelencia (o Regente) sobre minha instada em seus domínios.

Ann Marie von Schappler ouve atentamente as palavras de Sofy e baseada em suas ultimas afirmacoes simplesmente permance em silencio como se estivesse analisando o que foi dito (Mythaerceria - level 01 - Foredol: determinar mentiras em algo escrito ou falado). "Compreendo. Pois veja o que está acontecendo e já que esta aqui, sinta-se a vontade para fazer algo de util." Ann levanta-se e caminha calmamente para próximo de de Sofy e tocando o sofa perto de onde ela esta sentada, pode captar os pensamentos de Sofy (Mythaeceria - Level 3 - Abosrsao da aura: capta emocoes, pensamentos e visoes de fatos passados pelo toque de uma area) e simplesmente profere as seguintes palavas: "É uma pena que voce nao esta em seus dominios e que a situacao aqui nao esta agradavel o suficiente para que eu lhe ofereca algo, 'mocinha'. Porém tão breve meu servo retornar de uma missao para a qual eu o enviei terei algo saudavel para lhe oferecer, afinal, nao quero outro cainita em frenesi aqui na regiao por ter se alimentado de um humano infectado com esse virus.

Sofy seus olhos pareciam chamas, sentada Sofy contava rapidamente ate 100 mantendo a postura diante da desconhecida, pois reconhece quando esta de ante de alguém a sua altura* pegando um dos jornais começa a foliar * :_ Pois bem aguardarei o retorno de seu serviçal* permanece sentada agora buscando algo sobre tal infecção que atinge a cidade.

Ann Marie von Schappler "Melhor manter a calma, afinal voce nao tem ideia do que esta acontecendo aqui e muito provavelmente nao faz ideia do que eu posso fazer de fato com voce se tentar algo contra mim, mocinha. Tenho certeza que não existe nenhum como eu na Italia e ter conhecimento dos seus pensamentos e emocoes nao é nada perto do que eu posso de fato fazer." Ann volta-se para Sofy, sorrindo, ao mesmo tempo que a fita com o olhar. "Sofy, eu acredito em voce, mas nao falhe ou minta para mim pois eu saberei se está mentindo e qualquer postura desse tipo sera considerada traicao contra a Cardeal Sabbat Ann Marie von Schappler e nenhuma traicao será tolerada, estamos entendidas?" Ann vira-se de costas para Sofy e aponta a direcao da porta de saida do escritorio do bar. "Existe um hotel na vila. Peco que vá procurar abrigo por la, ate que Vossa Excelencia Alex Mclough entre em contato comigo novamente para me reportar sobre seu real status perante essa situacao. Tao logo meu servo retonar, eu o mandarei para seu quarto." Ann oferece um cartao de visitas para Sofy. "Assim que se instalar, ligue-me, informando o seu quarto, afinal servicos de Delivery so atendem a domicilio com endereco completo." Ann parmanece de costas ate que o cheiro de Sofy desaparecer a área em que Ann se encontra.

Sofy acha no jornal o que estava procurando..mas logo é interrompida por Ann...Sei de seu poder e do quão intenso o mesmo parece ser, vi em seus olhos e nem minhas meninas (sombras) fizeram com que eles se desviassem dos meus*levantando-se do sofá* E não espere falha ou traição de um lasombra dentro do Saba, pois se há algo em minha eternidade no qual eu dedico minha fidelidade é a ele.Recebe o cartão das mãos de Ann, já se despedindo maneia a cabeça em respeito a Cardeal que acabara de se revelar e antes de dá as costas :_ Estarei no hotel a espera de seu servo e logo darei noticias* andando lentamente sobre um salto altissimo segue para a vila.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.