FANDOM


[12:14] Derpina like a Boss(barbara.svartur): A vampira Maeve Gladys ( Barbara Svartur) decide sair de sua residência para caçar um pouco. Resolveu vestir-se da forma mais provocante possível para atrair os olhares de alguns dos inúteis mortais da cidade de Incubus. Abriu o guarda-roupas e tirou do cabide um de seus vestidos mais sensuais, era um modelo tomara que caia em couro legítimo. Calçou seu salto scarpin número 37 e foi à rua. Noite tranquila, céu limpo, estrelado e sem luar. Caminhou pelos becos por alguns bons minutos em busca de alguma diversão. A briza noturna fazia seus longos fios negros de cabelo dançarem sutilmente no ar. Cabelos negros o suficiente para ter uma tonalidade azulada que se destacava ainda mais com a luz dos postes das cidade a iluminando da cabeça aos pés.

[12:23] Crys Maximus ha muito se mantem silienciosa entre as quatro paredes que escolhera pra moradia... o frio era intenso...mas por entre a vidraça embaçada de sua casa avista certo movimento pela cidade.. abre a porta cautelosamente e dá dois passos em direçao á varanda, passa as maos pelos longos cabelos cacheados cor de fogo e pensa * tudo perece calmo mas de quer seria aquela sombra se esgueirando naquela esquina ???* Finalmente resolve se sentar no banco da praça e espera pacientemente alguem para conversar

[12:25] MACFISK Resident ao avistar tão bela criatura faz com seu corpo se mova por entre as sombras que agora tomavam conta daquele lugar. Não deixa de apreciar suas vestes muito insinuantes e bastante provocatórias, mas o que o fazia mover era mesmo o fascínio da descoberta que agora era mais intensa. as Suas vestes negras não deixavam muito ver seu imponente porte , seu rosto era um tudo nada diferente, mas o que o que ele tinha em si tatuado em seu corpo é que se mantinha em enorme mistério ....

[12:33] Barbara Svartur Chegara ao centro da cidade. A cainita apenas observava uma silhueta ao longe sentada em um banco. Parecia que estava com sorte aquela noite, justamente encontrou uma figura sozinha em uma noite calma. Mas não se precipitou, continuou andando para perto da jovem que ali estava, sempre em seu estado alerta. Ouvira histórias em que a cidade e a população econtrava-se banhada no medo. Medo talvez das criaturas noturnas que assombravam os cantos da cidade. Medo dela.

[12:38] Crys Maximus se mantem silenciosa sentada no banco mas seu aguçado sentido se mantem sempre alerta e percebe uma movimentaçao por entre as sombras..Será que as sombras se perseguem , ou estao juntas? o que estariam a fazer aqui ? Percebe uma aproximaçao , olha e ve a silueta de uma bela jovem canminhando em sua direçao, mas algo estranho chegara em seu apurado nariz... mas na esperança que estivesse errada olha para ela e diz " boa noite bela Jovem O que fazeis aqui sozinha? "
mas percebe que mais atras uotra sombra se vai chegando e se levanda ficando en estado de alerta.

[12:45] MACFISK naquela perseguição quase que era apanhado sede surpresas por uma outra moça . Se agacha e sente no ar uma tensão imensa e com alguns movimentos ondulantes se coloca no alto de uma árvore que ali perto estendia seus troncos. Agora ele consegui escutar e observar tudo o que se passava sem que alguém desse conta de si

[12:50] Barbara Svartur A silhueta da jovem sentada agora tomava forma. Maeve Gladys (Barbara Svartur) inspira fundo a brisa que tocava a desconhecida e pairava no ar até a entrada de suas narinas delicadas. Aroma totalmente irreconhecível para a vampira. "Hm, carne nova no pedaço essa aí..." pensou a cainita. Por alguns instantes seus pensamentos foram tomados pelas palavras daquela desconhecida. Viu a mesma levantar por algum motivo e disse-a "Linda noite. Estou apenas procurando por diversão e você? Não tem receio de andar a essa hora por aqui?...." *pausando e olhando em seu próprio relógio de pulso* A vampira sentia que não haviam apenas as duas por ali e continuou dizendo "Não tem medo de ficar na rua a essa hora? São quase 1 da manhã...." Maeve fitava a jovem de cima a baixo, os cabelos ondulados e vermelhos ainda abriam mais ainda sua apetite.

[12:59] Crys Maximus escuta as palavras da bela jovem e rapidamente responde" nao tenho medo da noite, ela me agrada apesar do frio que faz aqui hoje, estava aqui apenas olhando a calma desta cidade, pois de onde vim jamais uma praça estaria assim tao deserta, quando a voce se cuide pois algo me diz que atras de voce existe perigo " E em sua percepçao ve que algo nao esta bem e silenciosamente usa de sua percepção a vibrações sobrenaturais e cria em volta do seu corpo um campo de aura mágica (( IMUNIDADE A MAGIA)) Dá dois passos ficando em posiçao defenciva, mas sempre acreditando que tudo pode na verdade aoenas um encontro casual.

[13:06] MACFISK com a habituação dos seus olhos a noite que caia sem luar consegue perceber que era uma vampiro que estava ali na sua frente os odores *mas porque será que estou sempre a procura daquilo que as vezes devo de estar longe* . O tronco em que sustinha seu corpo começa a ceder e com isso ele se mantém imóvel temendo ainda mais ser descoberto...

[13:16] Barbara Svartur Cansada de tanta conversinha fiada percebe que a jovem era bastante segura de si. Afinal não temia a noite e mal sabia ela que a noite não era a principal fonte de terror, e sim as criaturas que vagavam por aí, espreitando-se entre as sombras ou escondidas apenas esperando pelo bote. A vampira responde enquanto acariciava seus longos cabelos negros trançando-o "Pois...Não faz tanto frio assim, está suportável." Maeve (Barbara) numa encenação para se parecer uma estúpida mortal com frio, cruza os braços depois de trançar o cabelo e senta-se quase que encolhida no banco. Tudo apenas para fingir um pouco de frio. Ainda que desconfiada daquela jovem, resolveu usar de seu charme para seduzi-la, queria aquela jovem mais descontraída ao seu lado, sem temores. (( Disciplina PRESENÇA : Aquele que detém esta disciplina é excepcionalmente atraente a outros indivíduos. As pessoas querem estar na companhia deste, para banharem-se na luz brilhante que ele irradia. A Presença é um aspecto natural de personalidade de cada um. É uma disciplina poderosa, porém, sutil.)) Cansada de tanta conversinha fiada percebe que a jovem era bastante segura de si. Afinal não temia a noite e mal sabia ela que a noite não era a principal fonte de terror, e sim as criaturas que vagavam por aí, espreitando-se entre as sombras ou escondidas apenas esperando pelo bote. A vampira responde enquanto acariciava seus longos cabelos negros trançando-o "Pois...Não faz tanto frio assim, está suportável." Maeve (Barbara) numa encenação para se parecer uma estúpida mortal com frio, cruza os braços depois de trançar o cabelo e senta-se quase que encolhida no banco. Tudo apenas para fingir um pouco de frio. Ainda que desconfiada daquela jovem, resolveu usar de seu charme para seduzi-la, queria aquela jovem mais descontraída ao seu lado, sem temores. (( Disciplina PRESENÇA : atrair outros indivíduos para a companhia desta.))

[13:27] Crys Maximus sente que a bela jovem se aproxima e tenta de alguma forma seduzi-la, mas o odor se torna cada vez mais intenso entao baixa a cabeça evitando fita-la nos olhos, e resolve finalmente dar uns passos em direçao a uma arvore cujos os galhos insistiam em balançar apesar de nao existir frio e tenta ignorar momentaneamente a moça e olhando para a copa da arvore pergunta: Alguem ai?

[13:29] MACFISK sente seus pés caírem num estalido o troco sede e agora ele estava diante delas. Timidamente estatelado no chão frio e gélido diz " Boas noites ...estou a interromper alguma coisa ??!" e prossegue " é que eu tenho muito a mania de trepar nas árvores e por vezes elas não aguentam comigo!!" agora ele estava ali a mercê de qualquer acção , mas ocultando sua natureza se deixa observar e assim se dá a conhecer ...

[13:37] Barbara Svartur Realmente a mocinha (Crys) estranha ali estava certa. Havia sim outra companhia por perto além das duas, se deu conta disso quando ouviu um estrondo por tras de suas costas. " Que porra é essa? O que esse panaca estava fazendo em uma árvore?!" pensou a vampira. Desviou novamente seu olhar para a jovem que se distanciava para perto da árvore e voltou a pensar consigo mesma "Era para essa jovem sentir-se atraída por mim, que estranho. De alguma forma meu poder foi bloqueado....Caralho! acabei atraindo esse panguá esparramado ao chão" pensou a vampira deixando em sua face uma feição de desprezo pelos dois que ali estavam. Levantou-se do banco, seguiu em direção a arvore e disse dando uma gargalhada incontida "Parece que o galho não aguentou....Estava brincando de morcego ou o quê?"

[13:47] Crys Maximus ao ver aquele corpo cair na sua frente solta uma gargalhada , olha para a bela joven e diz
" vou deixar voce em boa companhia pois esta na hora de ir para casa , adorei conhecer voces " e se afasta cautelosamente pois seus sentidos nunca a enganam e ela sabe que ali vai haver algo que ela no momento nao gostaria de assistir apesar dela ser uma criatura má, impiedosa, vira as costas e se afasta ligeiramente. ((Ação de saída))

[13:57] Barbara Svartur Os olhos da vampira Maeve (Barbara Svartur) refletiam o ódio que sentia naquele momento. Sua gargalhada devido ao estrondo do panaca caído ao chão silenciou-se assim que viu a jovem (crys) lhe dar as costas e sair. A tonalidade de sua íris mudou repentinamente do verde cristalino para o vermelho cintilante. A vampira apenas abaixou a cabeça para se acalmar e voltar ao seu estado sereno. Agora era apenas ela e o esquisito. A criatura ao chão erguia-se e parecia estar estonteado pela presença da vampira Maeve. Seu poder de atração funcionou com a pessoa errada. Disse ao rapaz (MacFisk) "E então? Nenhuma pessoa normal estaria trepada em um árvore as duas da manhã."

[14:04] MACFISK no meio de todas aquelas árvores e uma neblina que agora pairava sobre aquele lugar ele perde o rasto, nem mesmo as pegadas que seriam o rasto perfeito deixavam de estar pois a neve começara a cair com uma intensidade outrora nunca visto. olha para trás e ao sentir aquelas palavras assume de novo aquilo que ele detesta ser ..atrapalhado..." sabe é que eu sou sonâmbulo e as vezes me perco " coloca um sorriso meio tolo e a tenta convencer com um ar meio louco.

[14:08] Barbara Svartur A vampira ainda com a cabeça baixa diz ao rapaz atrapalhado que a tentou enganar com uma conversa fiada e sem nexo de sonambulismo "Rapaz, você por acaso acha que eu sou trouxa? Já reparou a altura que você caiu? É uma árvore de no mínimo 12 metros... Diga-me o que você é, porque ainda estou de bom humor!"

[14:15] MACFISK ao sentir aquelas palavras meio azedas sorri e diz " porque sou assim sem jeito ....." ele apesar de todo sabia que manter aquela forma de estar lhe daria alguma segurança e assim se iria manter. Numas palavras colocadas em tom mais serio diz " ok tudo bem , lhe digo que senti em parte o que poderia ter acontecido ali mas por uma força que não sei explicar cai mesmo na hora certa" e prossegue desta vez ainda mais segura questionado" e o que fazia você aqui nesta escuridão perto de um ser que não cheguei nem sequer a ver se era ou não uma boa presa, ou estou errado em minhas palavras ..???

[14:26] Barbara Svartur Ergue sua cabeça, deixando seu rosto a mostra para o rapaz. Era uma vampira de beleza inigualável e apesar de seu aspecto jovial, ela já vivera o bastante, o suficiente para dizer que pôde presenciar o estopim da Primeira Guerra Mundial. O cabelo liso escorrido tampava um de seus olhos que por sua sorte haviam mudado para o tom esverdeado de sempre. O rapaz ainda agia como se achasse a vampira idiota, pois insistia em se chamar de atrapalhado. As palavras do estranho para Maeve a faziam ficar mais enojada e impaciente. Mas até que ela escutou algo interessante saindo da boca do atrapalhão (MACFISK). E disse-o "Quer dizer então que você nos via como presas? Estaria por acaso achando que eu seria uma presa? "

[14:42] MACFISK solta um sorriso e Diz "" nunca meus olhos a viram como tal pois quando a segui sabia o que procurava" . num gesto repentino bate duas pedras e no meio de um som seco sai faisca que incendeia um galho que estava seco numa toca pequena e com isso faz com que uma fogueira agora se torne uma realidade. No meio0 do breu da escuridão agora aquela luz deixa preceder os traços do rosto da bela moça e o porte imponente que ele tinha ... " sente-se um pouco e se aqueça pois está muito frio!!"

[14:54] Immanuel Q. von Schappler (immanuel.quixote) olha a neve que caia la fora e lembrava que como fora seu passado ao lado de sua irma, a Srta. von Schappler, com quem dividiu muito mais que simples anos. Fazia-se cerca de algumas centenas de anos que os dois nao se falavam, desde que Ann saiu de sua terra natal, acompanhada de um cavalheiro com o qual mantivera um relacinamento em segredo, a contra gosto de sua familia. Immanuel nao tinha certeza se Ann terua recebido o mesmos destino que ele, mas algo em seu intimo ainda o falava que estes se encontrariam antes que eles imaginavam.

[14:55] Barbara Svartur Pensa "Que diabos é essa criatua misteriosa, já basta eu como vampira e ainda tenho que aturar outras bizarrices. Esse panaca é muito quieto para ser um vampiro e se fosse eu já o teria reconhecido como tal..." A filha de Caim vê uma fogueira se formar com o atrito de duas pedras, atrito causado pelo garoto estranho. A vampira abaixando novamente a cabeça para evitar a luminosidade do fogo o diz " Escoteiro agora para fazer fogo com pedras? Não preciso de sua generosidade para esquentar-me. Não sinto frio para ser honesta." A vampira empurra o ar com suas mãos, fazendo com que os gases atmosféricos parecessem apalpáveis e sólidos nas suas mãos. Naquele momento a rajada forte de ar faz troncos, gravetos, folhas secas e tudo ao seu caminho serem isolados, dissipando e apagando o fogo daquela fogueirinha ridícula. (( Disciplina POTÊNCIA))

[15:05] MACFISK naquele instante que viu a moça se aproximar e baixar um pouco sobre sua fogueira repara que sua guarda está mais vulnerável e com isso faz com que seu corpo se projecte para o lado esquerdo e assim cair sobre uma enorme ladeira precedido de uma ravina. Com esta acção não deixa perceber qual a sua natureza, no meio da escuridão consegue escapar imune a qualquer acção que pudesse existir pois a noite era escura e sem o luar que ele tanto aprecia........

[15:17] Immanuel Q. von Schappler (immanuel.quixote) ,ao ouvir seu telefone tocar, levanta da poltrona de couro onde estava sentado e prontamente corre ate ele, atendendo a chamada. "Ele. Sim. Compreendo. De fato. Recebi informacoes sobre isso. O que? Ela ainda está viva? Como assim? Mas por que nao me falou antes? Perigo? Como pôde ser assim tão irresponsável a esse ponto? Não tenho interesse em saber o que ou quem você é. Ela era a minha irma mais nova e voce nao tinha o direito de entrar em nossa vida assim e transtornar-nos dessa forma, como se voce fosse o dono do mundo. Voce sabe que se eu te pego, nao sobra nada de vôce. Agora que ela corre perigo voce quer me chamar? E por que voce aceitou esse acordo inutil e idiota? Nao veleu a pena ver os erros dos que assumiram essa posicao, Alex?" Immanuel estava muito nervoso, extremamente tenso, devido as noticias bombasticas que chegam todas de uma vez, e desliga a ligacao, antes mesmo de ouvir tudo o que o regente sabbat tinha a lhe falar.

[15:22] Barbara Svartur O vento que causara com suas mãos foi tão intenso que o estranho rapaz sumiu por entre as sombras. A escuridão tomou lugar sem a luminosidade da fogueira e a vampira tomou rumo para sua casa de "dentes abanando". Infelizmente perdera a oportunidade de aquecer seu estômago com a vitalidade dos dois que a fizeram uma infeliz e curta companhia durante a noite. Em passos largos Maeve(Barbara) é ágil o bastante para chegar em sua morada em apenas alguns minutos e enquanto caminhava pensava consigo que poderia ter alguma sorte ainda pelo caminho e que dessa vez não teria tempo para conversa. Menos papo e uma garganta rasgada era o que faria se algum desventurado entrasse em seu caminho.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.